Vídeo Aula de Português

Curso Flávia Rita: Conheça o melhor curso com vídeo aula de português do país!
Dependendo da banca responsável pelo certame, como explica a professora Flávia Rita, é a forma de desenvolver um raciocínio que define a escolha de um candidato.

Assim que sai o tão sonhado edital, aquele que abrirá as portas para sua tão sonhada estabilidade financeira e carreira no setor público, você se depara com a redação. Para alguns candidatos, ela é tão difícil quanto à medalha de ouro numa olimpíada. Por isso a professora Flávia Rita dá aquela dica esperta: treine!
Pois é, não é apenas um bom maratonista que precisa de disciplina e persistência para percorrer longas distâncias. O concurseiro também. Especialmente quem almeja uma vaga de alto nível. Assim, há alguns obstáculos. Para alguns, a redação pode ser encarada desta forma.
No entanto, o treino é um hábito muito saudável. Tal qual alimentação adequada e prática de exercícios, a semelhança com o maratonista é o exercício diário daquilo que o levará até o pódio. Contudo, vale estudar sempre o que pede o edital e qual o estilo de correção da banca responsável pelo certame.
Mas, de modo geral, há alguma dica?
Primeiramente, a dica mais importante é não espere a publicação do edital. Comece a escrever desde já. Saiba o que é uma dissertação, uma narrativa, uma prosa, um artigo, uma crítica e várias outras formas de redação em que pode vir solicitado no edital.
Em seguida, procure ler bastante. Algumas bancas, como a FCC – Fundação Carlos Chagas, costuma mesclar temas filosóficos com questões atuais e pedir uma análise crítica perante o assunto abordado, como costuma lembrar a professora Flávia Rita.
Nesse sentido, por onde eu começo?
Assim como você está estudando gramática, que se refere ao conteúdo objetivo da prova, você pode eleger um dos seus dias de estudo para a redação. Pois ela é o uso prático de toda a parte teórica que você tem aprendido.
Nesse sentido, a sugestão é que seja um dia fixo na semana. Nesse dia se concentre primeiramente no conteúdo do seu texto. Que ele seja realmente bom o suficiente para passar numa prova. Se baseie nos enunciados de editais anteriores para ajudar.
Em seguida, se proponha a medir quanto tempo você leva para realizar uma redação. Afinal, durante a prova, tempo é seu recurso mais precioso. Na próxima semana meça novamente os minutos. Você verá como gradativamente o treino vai lhe conceder melhores resultados.
Mas e quem irá corrigir as minhas redações?
Sem dúvida, não basta escrever. É preciso saber se está bem escrito. Ou se o texto está dentro dos parâmetros solicitados pelas bancas dos concursos públicos. Esse é o diferencial quando se opta por investir em cursos, como da professora Flávia Rita.
Nos cursos oferecidos, há uma série de exercícios e temas propostos que ajudarão os concurseiros em seus estudos diários. Além da correção dos exercícios de forma comentada, de acordo com algumas especificidades das bancas mais tradicionais em redação nos certames.
No entanto, a autocorreção também se faz necessário. Afinal, como certificar-se de todo conhecimento adquirido se não corrigindo a si mesmo? Claro que o gabarito ajuda, mas a redação não dispõe desse recurso. Uma alternativa, e essa é uma ideia bacana para as pessoas menos tímidas, é pedir para alguém ler e apontar melhorias. Vale trocar a redação com colegas de estudo, por exemplo, como uma forma de se automotivarem.
Esqueleto da redação
Seja como for, o esqueleto de uma redação costuma seguir:

  • Título;
  • Parágrafo de introdução;
  • Apresentação dos argumentos, apresentação das referências;
  • Desenvolvimento do texto;
  • Conclusão.
    Porém, como já comentamos no início deste artigo, há diversos modelos textos. Cada modelo tem a sua forma estilística de escrita e acompanhe as dicas e cursos da professora Flávia Rita para ter o melhor aproveitamento no certame. Desta forma você estará preparado para redigir qualquer um deles.

One Reply on “Vídeo Aula de Português”

Deixe uma resposta